terça-feira, 24 de julho de 2012

Sobre Tintim e a teimosia das lembranças

Como a memória da gente é condicionada e, às vezes, aprisionada.
Ao ver uma chamada, na internet, para o filme As Aventuras de Tintim, eu meio que quis fechar os olhos (!) pra não ver a imagem dele como animação no cinema: preferi não confundir a lembrança feliz que construí no tempo em que via os desenhos do Tintim, seu cãozinho Milu e o Capitão Haddock.
Acho que acontece o mesmo com certas pessoas ou livros. Relutamos em ver noutra versão.


Um beijo bom,
Camilla.

2 comentários:

  1. Eu vi o filme em questão! achei divertido, apesar de não ter memória do Tintim antiga! Relação Pessoas/Livros: O que tu me diz quando, por vezes, lemos as pessoas e/ou escutamos os livros?

    ResponderExcluir
  2. Reformulando: Por que, às vezes, interagimos/dialogamos com os livros e "esquecemos" de ler as pessoas???

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget